(67) 3331-1655
Seg. a Sex. - 12h às 18h. Atendimento ao público: 12h às 17h

Perguntas Frequentes

Home / Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

 

A eleição para a escolha da Diretoria do CRMV-MS, triênio 2016/2019, será realizada no dia 1º de outubro de 9h a 17h, em sua sede (Rua Dr. Antonio Alves Arantes, 263 – Bairro Chácara Cachoeira – Campo Grande – MS).

 

Quem deve votar?

O voto é obrigatório para todos os médicos veterinários e zootecnistas possuidores de inscrição principal no CRMV-MS e que estejam em dia com a Tesouraria.

Para tornar o voto válido, o profissional deverá estar devidamente em dia com suas anuidades. Para mais informações, entre em contato com o Setor Financeiro pelo email financeiro@crmvms.org.br

 

Como votar

O eleitor tem direito a um voto, por correspondência ou pessoalmente, caso em que este revoga aquele.

  • O eleitor que tentar fraudar ou fraudar a eleição, além de cometer infração ética, será penalizado com o pagamento de multa equivalente a 10% (dez por cento) do valor da anuidade vigente.

Voto presencial

O voto presencial ocorrerá na sede do CRMV/MS (Rua Dr. Antonio Alves Arantes, 263 – Bairro Chácara Cachoeira – Campo Grande – MS), de 9h às 17h.

  • O voto é considerado NULO quando:

I - forem assinalados os nomes de duas ou mais Chapas;

II - a assinalação estiver colocada fora do quadrilátero próprio, tornando duvidosa a manifestação da vontade do eleitor;

III - o eleitor escrever na cédula;

IV - feito em cédula nula;

V - ofício de encaminhamento não estiver com firma reconhecida;

VI - o envelope contendo cédula for diferente do remetido pelo CRMV

  • O voto é considerado INEXISTENTE quando:

I - for enviado só o ofício de encaminhamento;

II - for enviado só o envelope da cédula sem o ofício de encaminhamento.

 III - for recebido e o nome do eleitor não constar na lista de eleitores como aptos.

 

Voto por correspondência

O CRMV-MS enviará pelo correio a cédula de votação, por isso é indispensável o profissional manter seu endereço ATUALIZADO no Sistema de Cadastro!

O voto deverá ser enviado à CAIXA POSTAL 2010 (CEP 79008-970) e só será válido se o documento de encaminhamento estiver com firma reconhecida.

  • É de inteira responsabilidade do profissional assegurar que, até o término da votação (1/10/2015), seu voto por correspondência chegue à caixa postal criada para receber tais votos.

Serão considerados nulos os votos por correspondência postados no dia da eleição no município em que se encontre a sede do CRMV ou em qualquer outro que possua urna, permitindo o voto presencial.

 

Multa Eleitoral

O profissional que não comparecer às eleições ou não encaminhar o voto por correspondência, em 1º (primeiro) ou 2º (segundo) turno, será penalizado com multa equivalente a 30% (trinta por cento) sobre o valor de uma anuidade estabelecida para o exercício, a cada falta.

 

Justificativa de voto

A justificativa de ausência à eleição deverá ser protocolada no CRMV-MS até as 17h30 do dia 16/10/2015, acompanhada de documentação comprobatória.

Na justificativa o profissional deverá expor os fatos e circunstâncias que impossibilitaram seu comparecimento ou o envio do voto por correspondência, bem como apresentar os documentos suficientes à comprovação do alegado, competindo ao Plenário do CRMV deliberar, de modo fundamentado.

Justificam ausência ao pleito eleitoral:

I - Morte em família até segundo grau de parentesco, no interregno de sete dias anteriores a contar da eleição, inclusive;

II - Emergência médica afetando o profissional, cônjuge, pais ou filhos, tais como partos, cirurgias ou doenças que impliquem em internações ou cuidados médicos intensivos;

III - Privação de liberdade;

IV - Sinistro natural ou sanitário, na área de jurisdição do CRMV ou de residência do profissional;

V - Convocação judicial para data coincidente com a da votação;

VI - Viagem para fora do domicílio do profissional, convocada após prazo hábil para envio do voto por correspondência, desde que o deslocamento se inicie ou finalize em horário incompatível para o exercício do voto;

VII - Acidente afetando o profissional, cônjuge, pais ou filhos, com gravidade tal que comprometa o seu comparecimento ao pleito.

 

  •  O não acolhimento da justificativa acarretará a intimação do profissional para, querendo, protocolar, no próprio CRMV e no prazo de 30 (trinta) dias contados da intimação, recurso ao CFMV.
  • A não apresentação de recurso tempestivo ao CFMV, ou o seu não acolhimento, ensejará a multa eleitoral e o envio de boleto de cobrança pelo CRMV ao profissional, o qual deverá ser pago no prazo previsto na Resolução CFMV nº 948/2010.