(67) 3331-1655
Seg. a Sex. - 12h às 18h. Atendimento ao público: 12h às 17h

Notícias

Faça sua busca de notícias

Ir para: Todas as Notícias
Publicado em: 24/05/2017

Dia do Zootecnista: CRMV/MS entrevista zootecnista com inscrição nº 01

O zootecnista Ivo Busato foi um dos homenageados na sessão solene dos 50 anos da Zootecnia realizada pela Assembleia Legislativa de MS

Ainda em comemoração ao Dia do Zootecnista, que tem sua data comemorativa no dia 13 de maio, o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV/MS) entrevistou o zootecnista com a inscrição número 01 do Estado. Confira:

 

Nome: Ivo Arcângelo Vendrúsculo Busato

CRMV/MS: 0001/Z

Ano/Local de formação: 1975/PUC-RS

Emprego Atual: Universidade Anhanguera Uniderp

 

Como a Zootecnia surgiu na sua vida?

Não foi por acaso. Quando eu fazia o Curso de Técnico Agrícola tinha um grande professor de Zootecnia que era um apaixonado pelo que fazia e ensinava. Como eu também vinha de uma família que desde cedo trabalhava com animais, isso fez com que meu desejo ficasse mais forte pela profissão.

 

Qual era a expectativa do Brasil com a Zootecnia quando o senhor se formou?

No começo tínhamos que justificar para muitos o porquê da profissão e havia muita dificuldade de diferenciar nosso trabalho. Mas aos poucos fomos ocupando espaço na produção agropecuária brasileira e as oportunidades sempre foram muitas nas áreas de melhoramento genético, nutrição e manejo dos animais.

 

O senhor é o Zootecnista nº 0001 inscrito no CRMV/MS. Como foi a sua trajetória até Mato Grosso do Sul?

Em 1976 prestei concurso no Serviço de Extensão Rural no Mato Grosso, ainda antes da divisão. Fui lotado em Mundo Novo e com a criação de Mato Grosso do Sul fiquei aqui no Estado. Fui Supervisor Regional em Dourados e depois Diretor da Empaer para todo o Estado.

Em 2001 fui para a Uniderp para ser professor e Pró Reitor da Universidade por dezesseis anos consecutivos. Hoje sou professor nos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária.

Sempre tive muito prazer de trabalhar com pessoas e animais. Tenho o privilégio de ter ministrado palestras em todos os 79 municípios do Estado e isso me deu oportunidade de conhecer muitos produtores, técnicos e lideranças de todo o Mato Grosso do Sul. 

 

Que conselho o senhor dá ao Zootecnista que pretende se destacar na área?

Falo muito para meus alunos que antes de tudo é gostar do que se faz, isso faz a grande diferença. Também digo para sempre terem humildade, pois aprendemos lendo, conversando com outros técnicos, com produtores e principalmente com essa gente simples que trabalha com os animais no dia a dia. Aconselho a levantar cedo e cumprir com os compromissos sempre com ética e honestidade e trabalhando todos os dias fazendo melhor do que ontem.

 

Como você vê a atuação do Zootecnista na sociedade? Qual a importância deste profissional? 

O zootecnista tem um papel fundamental na produção de alimentos saudáveis respeitando os animais e o ambiente. É também um profissional responsável na manutenção das espécies animais e vegetais que existem nas diferentes regiões do país e no mundo.

 

Como analisa o futuro da Zootecnia?

Acredito com convicção que temos muito a fazer. O mundo precisa de alimentos e da manutenção de espécies animais que servem de companhia para o ser humano e são indispensáveis para o equilíbrio da cadeia alimentar do planeta.

Fonte: Ascom/CRMV-MS